T – Formação Universitária dos Filhos

         Os cinco filhos fizeram seus cursos universitários, formando-se o José Jorge em Administração de Empresa – Fundação Getúlio Vargas/SP, e em Economia – USP; o Álvaro, em Medicina – USP campus de Ribeirão Preto; o Márcio em História – PUC/SP; a Rosana em Letras (português e alemão)-USP, e a Andréa em Cinema-USP, sendo que esta havia iniciado outros dois cursos: Jornalismo – PUC/SP e História – USP, tendo abandonado o primeiro e sido transferida do segundo para o curso de Cinema mediante adaptação curricular.

Filhos: Pós-Guaduações; Pós-Doutorado

         Em janeiro de 1987, o José Jorge foi para os Estados Unidos, onde fez o mestrado e o doutorado em Economia na Universidade de Illinois, campus de Urbana-Champaign. Neste tempo, fez um estágio no Banco Mundial, em Washington. Permaneceu nos Estados Unidos, onde mora.

         Em agosto de 1990, o Álvaro viajou para a Alemanha, vindo a doutorar-se em Medicina pela Universidade de Marburg. Permaneceu na Alemanha, onde mora.

         O Márcio fez o mestrado em Teoria Literária na Letras-USP e, em outubro de 1991, dirigiu-se a Alemanha, onde concretizou seu doutorado em Teoria Literária na Freie Universität von Berlim   – a Cláudia, sua esposa, na mesma oportunidade e na mesma Universidade, fez o doutorado em História da Arte; retornaram da Alemanha em dezembro de 1996 e, a seguir, o Márcio fez um pós-doutorado na PUC de São Paulo. De setembro de 2000 a agosto de 2001, o Márcio fez pesquisas acadêmicas em Londres e, de julho de 2004 a fevereiro de 2005, fez pós-doutorado na Universidade de Yale, USA.

         A Rosana, como professora da PUC/SP, começou a cursar o mestrado nesta Universidade, mas teve que interromper o curso em função de sua ida para a Alemanha, em dezembro de 2002; em Colônia, se casou e se tornou mãe, tendo retornado ao Brasil em dezembro de 2004.

         A Andréa foi para os Estados Unidos em janeiro de 1997, para estudar na Universidade de Nova York, na qual, de setembro desse mesmo ano a setembro de 2000 fez seu mestrado em cinema.

Trabalhos, Livros Publicados, Casamentos dos Meus Filhos e Filhas; Filhos/as de meus Filhos/as (meus Netos/as); Bisnetas;  Residências

         O José Jorge, ainda em Urbana-Champaingn, se casou com Nathalie Froger, francesa formada em Letras, em cujo campo tem mestrado. Meu filho mais velho, em 1992, tornou-se, mediante concurso, economista do Banco Interamericano de Desenvolvimento-BID, sediado em Washington, função em que permanece até hoje, tendo fixado residência em Bethesda, cidade vizinha da capital norte-americana. Nesta fase, nasceram seus dois filhos Martin e Thomas. Em função de seu trabalho no BID, morou com sua família em Buenos Aires, Argentina, de fevereiro de 1998 a agosto de 2000, quando retornaram a Washington.

         O Álvaro casou no Brasil, em Ribeirão Preto, com Carola Gundelwein, alemã; têm três filhos: Anna, nascida no Brasil, em São Paulo, e Thiago e Elisa nascidos na Alemanha, para onde se mudaram. Em abril de 1993, a família se mudou de Marburg para Hamburg (Alemanha), onde fixou residência e onde o Álvaro exerce sua profissão de médico especializado em psiquiatria infanto-juvenil. Foi Diretor Clínico de uma clínica de psiquiatria infanto-juvenil, localizada em Lübeck. Presentemente, é médico, diretor e um dos proprietários de uma conceituada e prestigiada clínica que atua no campo de sua especialidade, no centro de Hamburg (Gemeinschaftspraxis für Kinder – und Jugendpsychiatrie und Psychotherapie). O Álvaro, recentemente, veio a se divorciar da Carola. Hoje constitui seu novo lar tendo ao seu lado a Andrea (Andi), arquiteta de nacionalidade alemã.

         O Márcio casou, em São Paulo, com Cláudia Valladão de Mattos, brasileira, psicóloga e professora de história da arte, tendo o casal três filhos: Gabriel, Matias (nascido na Alemanha) e Théo. O Márcio e a Cláudia são professores da UNICAMP, onde ingressaram mediante concursos. O Márcio conquistou, por concurso, o título de professor livre docente, e foi chefe de seu Departamento e Coordenador da Pós-Graduação. É pesquisador do CNPq. Tem diversos livros publicados. São livros de autoria do Márcio: Ler o Livro do Mundo – Walter Benjamin: Romantismo e crítica literária, FAPESP-ILUMINURAS, São Paulo, 1999; Adorno, PubliFolha, São Paulo, 2003; O Local da Diferença – Ensaios sobre memória, arte, literatura e tradução, Ed. 34, São Paulo, 2005,  sendo o primeiro e o terceiro premiados com o Prêmio Jabuti para ensaios; Para uma crítica da compaixão, Lumme Editor-Mobile, São Paulo, 2009; A atualidade de Walter Benjamin e de Theodor W. Adorno, Coleção Contemporânea – Filosofia, Literatura, Artes, Ed. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 2009. É organizador de vários livros, entre os quais: Leituras de Walter Benjamin, Annablume/FAPESP, São Paulo, 1999, e  História, Memória, Literatura: o Testemunho na Era das Catástrofes, UNICAMP, 2003. Traduziu obras de Walter Benjamin (O conceito de crítica de arte no romantismo alemão, Iluminuras, São Paulo, 1993), de G. E. Lessing (Laocoonte ou sobre as Fronteiras da Poesia e da Pintura, Iluminuras/Secretaria de Estado da Cultura, São Paulo, 1998), ambas do alemão para o português, e, de outros autores, tais como: Philippe Lacoue-Labarthe, Jean-Luc Nancy (do francês) e J. Habermas (do alemão). É autor de muitos capítulos de livros e artigos publicados em periódicos científicos no Brasil e no exterior. Márcio e família residem em Campinas, Estado de São Paulo.

         A Rosana casou com o geólogo romeno-alemão Norbert Brandsch, têm dois filhos, o Noah, que nasceu na Alemanha, e o David, que nasceu em São Paulo a 8 de novembro de 2006. A Rosana é professora de interpretação teatral da PUC/SP, e, durante muitos anos, trabalhou no teatro como atriz. Participou de apresentações dramáticas no Brasil e, também, no exterior. Esteve na Dinamarca estudando o teatro antropológico do teórico e diretor de teatro italiano Eugenio Barba, que fundou o Odin Teatret naquele país, onde vive. O último papel que Rosana desempenhou no teatro foi o de Ophelia, no Hamlet de W. Shakespeare, em São Paulo. Trabalhou como atriz em alguns filmes de curta e longa metragem. É professora de ioga. A Rosana e sua família moram em São Paulo.

         A Andréa, em setembro de 2000, mudou-se de Nova York para Amsterdam. Em outubro de 2001, retornou ao Brasil e, em janeiro de 2002, voltou para Amsterdam, onde se casou com o cineasta holandês Marco Vermaas. O casal tem duas filhas: Eva e Paula. A Andréa, em sua profissão de cineasta, dirigiu e produziu vários filmes, entre os quais “Pedalar”, “Onde São Paulo Acaba”, “Espaço Interno” (que codirigiu com Nell Berger), curtas, e o longa “Separation”, tendo os dois últimos sido produzidos na Holanda, filmes estes que foram apresentados em festivais de cinema nacionais e internacionais. “Separation” tematiza a nossa família e foi apresentado no Festival Internacional de Cinema de Rotterdam, na Holanda, em 2010. A Andréa e os seus residem em Amsterdam, Holanda.

         A nossa neta mais velha é a Hélèna, francesa, filha do José Jorge, nascida muito antes de seu casamento com a Nathalie, ainda em sua juventude. A Hélèna é filha de Marie Christine e é mãe da Leïla, nossa bisneta nascida no dia 16 de julho de 2008, coincidentemente, no dia do aniversário de nascimento de minha mãe. A Leïla nasceu quando eu e a Edith nos encontrávamos em Rennes, França, visitando a neta. No dia 22 de dezembro de 2010, nasceu a Yaëlle, filha da Hélèna e do Ivan, nossa segunda bisneta.

          Os filhos/as, antes ou paralelamente a essas atividades profissionais estáveis (cf. acima), realizaram outros trabalhos ou tiveram outros empregos, ocupações.

Anúncios